Martin The Blood Lover: Filme De George Romero

Felipe Rodrigues

Este filme de 1977 e dirigido por George Romero remete a esses novos tempos. Martin é um adolescente com sérios problemas que vai morar com seu tio Cuda para ser tratado. Na primeira cena do filme Martin estupra, mata e bebe o sangue de uma comissária de trem. Esta sequência é, claramente, um exagero e pode ser vista com maus olhos.

martin-the-blood-lover-filme-de-george-romero-3
Tio Cuda

Mas é justamente neste sentido que o diretor trabalha, remetendo o telespectador a um julgamento moral em relação ao protagonista

Esta discussão que será desenvolvida em diversos matizes ao longo do filme e sem cair em nenhum tipo de rotulação facilitada. É um gore, acima de tudo, filosófico.

Com base na tradição de malditos no seio familiar, o místico tio Cuda leva a cabo um plano para a normalização do jovem “Nosferatu” (como ele apelida Martin); dando-lhe casa, comida, trabalho em seu empório e um mínimo de sociabilidade que seria tolhida ao menor deslize do rapaz.

martin-the-blood-lover-filme-de-george-romero-1

Ou seja, você pode ficar aqui, mas não sangre ninguém.

Neste sentido, ocorre um embate entre crença e ciência, colocando em foco a questão propositalmente mal resolvida do filme: seria Martin um vampiro, como acredita seu tio, ou simplesmente um psicopata, como o próprio jovem indica?

A todo momento o rapaz mostra não ser uma criatura mágica, “não existe magia!”, repete ele enquanto come dentes de alho e esfrega crucifixos no rosto para o desespero de seu tio. O desenvolvimento do filme parte das ações cruzadas entre estes dois personagens, aliados à sobrinha de Cuda – uma das poucas que parece ter interesse em entender o jovem – e as mulheres da cidade, clientes do tio Cuda.

martin-the-blood-lover-filme-de-george-romero-2

De maneira extrema e utilizando isso como ferramenta de uma crítica aprofundada, o diretor George Romero trabalha dentro de uma imersão na qual mistura uma infinidade de imagens que nos remetem ao tom caótico e bárbaro das relações humanas quando temas que envolvem crenças muito arraigadas definem questões de vida e morte.

O filme está neste link do YouTube, completo e legendado, no canal Cinemateca Viola Chinesa.

Dá uma olhada no trailer:

Deixe um Comentário

princpios-e-prticas-da-educao-anarquista-parteii